Quinta-feira, 19 de Março de 2009
Pedro e o Lobo?

Caras meninas que comentaram em post anterior - sobre a história dos galos,

Acho que têm razão, mas eu não consigo controlar. É superior a mim. Eu penso sempre no M. - já conhecia essa história - e acredito que se fosse grave notaria, mas uma parte de mim pensa sempre: "e se te está a escapar alguma coisa?". Entretanto, o alto já não existia esta manhã e nem os senhores da Saúde 24 me ligam! Disseram que iam seguir o caso e me ligavam às 21h30 de hoje e nada. Não digo que eles nos acham a "família Pedro e o Lobo"?


tags:

publicado por Lina às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009
A Ana Jorge descobriu a pólvora

Ana Jorge, em entrevista à Lusa citada pelo "Jornal de Notícias", diz que o grande problema dos hospitais é "organizacional". Oh pá, a sério, eu nem desgosto da senhora mas para conclusões destas convidem-me para ser ministra da saúde.

Já passou um ano desde que me mudei para o Centro de Saúde do Santo Condestável e continuo sem médico de família, coisa que não preocupa nem um pouco as antas administrativas (e estou a ser querida) que lá trabalham. "São 7 mil na mesma situação", disseram-me da última vez.

A Mini também não não tem médico de família e isso sim é preocupante, porque se no primeiro ano nunca se recusa uma consulta a um bebé, a partir de agora é cada vez mais igual aos adultos. Muito mau.

Outra coisa que me tira do sério nos centros de saúde é não marcarem consultas para, vamos lá, daqui a um mês. Só para a semana, e sabe Deus. É possível marcar o cabeleireiro, a depilação, é possível marcar consultas nos estabelecimentos privados com três meses de antecedência, mas no SNS não. E se for Agosto não marcam mesmo porque há muita gente de férias (!!!). Desde que me lembro de mim que o mês das férias por excelência é Agosto, porém, as funcionários do centro da saúde pareciam ter sido irremediavelmente apanhadas de surpresa.

 

Se mantivessem as agendas em dia, como fazem as enfermeiras do dito centro de saúde - que são de uma competência que conforta - nada disto aconteceria. Mas não. São desorganizadas e isso prova-se com outro detalhe simples: quando marcam as consultas é tudo para a mesma hora. E depois cada pessoa tem um número. Isto faz sentido? Não, claro que não. Haverá alguma razão para não marcarem as consultas separadas por 15 minutos?


tags:

publicado por Lina às 11:24
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

Pedro e o Lobo?

A Ana Jorge descobriu a p...

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds