Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009
Uma escola não é só uma escola

Se vivêssemos onde eu cresci era tudo muito simples.

A Madalena ia para a escola em São João das Lampas e não se falava mais nisso.

É boa, foi onde andei, uma amiga minha trabalha lá, o corpo docente é estável, a professora de ginástica é a mesma que me ensinou a dar cambalhotas, a Ana Maria (que se lembra de todos e cada um de nós), tem carrinha para ir buscar os meninos e até o pátio onde parti a cabeça a subir às cavalitas da Dália é agora uma área de acordo com as mais apertadas normas da UE.

Acontece que nós moramos em Lisboa.

E aqui é tudo muito complicado.

Há estabelecimentos para todos os gostos:

Com jardim, porque é bom os meninos andarem ao ar livre,

Sem jardim, porque a poluição é muita e afinal não vale a pena.

Laicas, religiosas e assim-assim.

Há escolas Waldorf, tradicionais e modernas.

In e out.

Pagas, semi-pagas e gratuitas.

Que fecham às 5, às 6 ou às 7, mas nunca às 8.

Com prolongamento, sem prolongamento.

Com almoço, com marmita, sem nada.

De direita, de esquerda, ecológicas.

 

É uma confusão.

 

E depois a pessoa tem sempre a sensação que aquilo que escolher agora poderá ter repercussões gravíssimas no futuro.

 

Eh pá, deslarguem-me.



publicado por Lina às 21:51
link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Vanda a 17 de Janeiro de 2009 às 15:46
Pois é! É um stress desgraçado. Encontrar "A" escola não é tarefa fácil. A verdade é que as nossas escolhas têm mesmo repercussões no futuro deles e eu já vivi essa experiência na pele. Ainda assim, acho que o facto de teres escolha é uma grande vantagem. Aqui na terriola não há grande escolha e se a escola onde pus o Afonso não existisse, não sei, não...


De Lina a 18 de Janeiro de 2009 às 23:30
E tu que percebes da coisa não queres dar umas sugestões? Bjs


De Vanda a 19 de Janeiro de 2009 às 22:33
Sabes que política, religião e educação dos filhos (esta descobri recentemente :-)) são assuntos complicados... Cada pessoa vê as coisas da sua maneira. Mas acho que tens bastante escolha perto de casa; também depende de quanto podes investir nisso e se te queres limitar ao que tens mais perto, não é? Tens as oficinas de são josé (salesianos - a partir dos 3 anos), o joão de deus na álvares cabral ( a partir dos 3 anos). Tenho amigas que têm/tiveram os filhos no externato bambi (este tem creche e a opinião delas é boa), que fica numa perpendicular à calçada da estrela; tens as doroteias, perto das amoreiras, tens o liceu francês... Enfim, a partir dos 3 anos o difícil é optar! Quanto ao modelo, pelo que já pude ver, estou fã do MEM, mas aí já não há tanta oferta...
Bjs, boa escolha!


De O Arrumadinho a 17 de Janeiro de 2009 às 20:57
presumo que a dona Ana Maria já só ensine a dar cambalhotas...


De Lina a 18 de Janeiro de 2009 às 20:38
Não é Dona Ana Maria. É só mesmo Ana Maria. E ela era (e é) bem gira. Não envelhece. É como a Isabel Preysler.


Comentar post

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

To whom it may concern

Intervalo político

21 semanas

É o Armando Gama? É a Mar...

Ser madrinha

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds