Terça-feira, 17 de Novembro de 2009
Então e a wishlist da Manena, you bad mother...

Bom, a pobre Madalena nem vai poder piar. No próximo ano poderá pedir o que lhe apetece e vir nos catálogos do Toys 'R Us, este ano o Pai Natal já deixou por aqui todos os presentes que vai receber. Teremos coisas mais didácticas, coisas de menina, coisas para a casa e, a minha favorita, um objecto que sempre pensei oferecer a um filho desde que o Toy Story. Alguém imagina do que falo?


tags:

publicado por Lina às 22:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Ainda a wishlist

Uma certa e determinada pessoa disse-me que não gostou muito wishlist. Não da minha, sobre essa até disse "O Natal é só uma vez por ano!" (iupi, iupi, três vezes iupi), mas da sua própria. "Não me parece lá muito bem".

E estou aqui para dizer que acho a observação tremendamente injusta.

As meias que aqui deixei são da melhor qualidade, material de primeira, super suaves.  Provando, aliás, que só tenho razão deixo um vídeo que sustenta o que digo: 

Gossip Girl (Season 2 finale)

Ora, se a peúga Falke serve para calçar os presuntos de uma betinha de Upper East Side e os pezinhos poposudos (adoro este adjectivo!) de uma certa Mini-Madalena, por que não hão-de servir para o papá?

 

 

PS: Adorei os comentários! Tia, humilde, aprumadinha, bom gosto... Eheheh. Veremos o que me traz o senhor de barbas (literalmente) no dia de Natal.


tags: ,

publicado por Lina às 22:33
link do post | comentar | favorito

A wishlist da mamã*

Zippy organiser Epi Leather Louis Vuitton

Zippy organiser Monogram Canvas Louis Vuitton

 

Speedy 35 Louis Vuitton

 

Neverfull MM Louis Vuitton

 

Carolina Herrera Handbag (este formato - de mão - mas com um padrão mais bonito)

 

Gabardine Burberry (a original!)

 

*sujeita a actualização


tags:

publicado por Lina às 01:03
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

E a wishlist do papá

(E bem boas que são!)


tags:

publicado por Lina às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009
Também acho que está crescida por causa disto

Abraço-a com força ao meu colo, prontinha para a embalar, adormecê-la ao colo mesmo (como todos os pediatras do mundo dizem que não se faz) e ela pede:

- Mamã, cama!

 

 


tags:

publicado por Lina às 23:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A tua língua é a tua pátria

A fase bebé é encantadora, mas ter em casa uma criança de 21 meses e 16 dias é muito melhor. Cada dia é melhor do que o anterior.

São os risos

que fazem dela melhor público do que a Sónia Silva

(e quem sabe do que falo sabe que isto é muito)

São as imitações

deitar-me na carpete da sala e ela ao meu lado, pedindo que levante as pernas como ela

E, finalmente, as palavras.

todas as que consegue aprender por dia e que já não conseguimos contabillizar.


Os mistérios da língua são poderosos.

Podemos ensinar-lhes o que queremos, mas eles percebem sempre mais do que nós pensamos. Aconteceu cá em casa: quando era cedo e não a queríamos birrenta, a chorar na expectativa de beber um biberão cheio de leite quente, dizíamos que íamos aquecer o milk, assim em inglês, para ela não perceber mesmo. Mas agora já não podemos. No outro dia ela ouviu-nos e disse: "sim, papá, eitito (que é como ela diz leitinho)".


tags:

publicado por Lina às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 15 de Novembro de 2009
Então e o passado secreto dos papás?

 

 



publicado por Lina às 02:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 14 de Novembro de 2009
Mais um hit

 

A Cinderela, de Carlos Paião é um dos êxitos lá da escola.

A Madalena chama-lhe o Batixão (bate coração).

 


tags:

publicado por Lina às 09:21
link do post | comentar | favorito

Em 10 anos de amor, nunca pensei dizer isto

Estive no Toys 'R Us e deito Hello Kitty pelos olhos.



publicado por Lina às 00:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009
Vida doméstica

Há uma hora atrás fui confrontada com um pedido de aumento da nossa empregada. É justo que o peça, gostaria de lho dar, mas é impossível (se começamos assim daqui a pouco não compensa que continue eu a trabalhar), portanto tive de dizer-lhe que não. A solução é arranjar mais horas por outro lado ou outro trabalho a tempo inteiro que lhe compense mais. Terei pena se ela se for embora, mas as pessoas estão sempre no mercado e são livres de procurar trabalhos que as satisfaçam mais (seja em que aspecto for). O que já não achei tanta piada foi que me dissesse que agora tem mais trabalho (ainda que até se tenha disponibilizado para trabalhar mais horas).

 

Sucede que ultimamente me parece que ela anda a relaxar-se no trabalho, na minha opinião. É um problema meu que sou muito exigente e pelo qual culpo a minha mãe, ela, sim, a rainha da exigência. Antes das férias, ela cedeu amavelmente os préstimos da sua própria empregada e descobri, com espanto, que ela tinha engomado em três horas o que a nossa empregada actual demora três tardes por semana. Não gostei. Penso que parte do problema é meu, que não a treinei como devia e como a minha mãe faz (explicando como devem ser limpas as coisas e por que ordem), mas passei a estar com mais atenção e a pedir coisas simples que me parece que fazem parte do trabalho de uma empregada doméstica como arrumar os casacos que estão pendurados no bengaleiro. Também lhe peço coisas como limpar, engraxar e arrumar os sapatos que já não serão usados esta estação - isto sim uma tarefa que me parece necessário especificar, mas, ainda assim, tarefas que estão no seu domínio de actividade.

 

Parece-me que é à combinação destas duas coisas - as que acho que devia fazer e as que me parece que estão no seu raio de actuação - que ela chama trabalho a mais e eu acho que ela pensa bem. Realmente tem de fazer mais coisas. Mas não as suficientes para eu a aumentar.

 

 

Isto dito, por razões que não vêm ao caso, há meia hora atrás tive de tirar o sofá da sala e descobri com horror (e mais espanto) que aquela zona não deve ver esfregona ou pano desde o Verão. Encontrei bolas perdidas da Madalena, uma moeda de dois cêntimos e mais pó do que acho aceitável. E quando não tinham passado cinco minutos disto, tive de tirar um quadro que foi pendurado há um mês e acho que não deve ver pano desde que lá está.

 

O que fazer perante isto?



publicado por Lina às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

To whom it may concern

Intervalo político

21 semanas

É o Armando Gama? É a Mar...

Ser madrinha

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds