Domingo, 3 de Agosto de 2008
Enfrentemos o touro...

...Amanhã regresso ao trabalho.

 

Prós:

Posso dedicar-me a procurar notícias.

Não vou estar desligada do mundo.

Vou ver outras pessoas e ter outras conversas que não sejam apenas bebés, fraldas, cocó e xixi.

Ainda que seja apenas por 8 horas, vai parecer que tenho uma vida livre, sem ter de me preocupar com barreiras arquitectónicas, se há elevador ou rampas, que horas e quanto falta para a Mini comer.

 

Contras:

Podias estar aqui a enumerar pontos e pontos, mas o principal é mesmo que não vamos estar juntas. Ponto. E isso basta para estragar tudo o que disse antes.



publicado por Lina às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Filha de peixe...

Antes da Mini começar com as sopas tinha alguma expectativa para saber o que ela acharia do prato e da colher. Será que ia querer pôr as mãos no prato? Pegar na colher? A resposta à primeira pergunta é sim. Mas à segunda é não. Até hoje não demonstrou qualquer interesse me pegar na colher sozinha. No entanto, e isto é a piada do mês cá em casa, quanto a sopa lhe está a saber bem, gosta de pegar na minha mão, a que tem a colher, e puxá-la para a boca. Tal qual o seu pai: adora mandar.


tags:

publicado por Lina às 23:16
link do post | comentar | favorito

Pá... pá... pá... pá...

A Mini está há uma hora - mais coisa, menos coisa - a dizer pá, pá, pá... E que acontece quando se diz isto muitas vezes, muito depressa? Papá, papá, papá. O próprio, que hoje começa no seu novo trabalho (e já estava muito contente), ficou tão feliz e a rebentar de orgulho que só lhe faltava olhar para mim e dizer nha, nha, nha. Que grande manhã.



publicado por Lina às 10:57
link do post | comentar | favorito

Sábado, 2 de Agosto de 2008
O grande duelo contra o leite adaptado

Há uma coisa que me ando a perguntar desde quinta-feira: porque será que a Mini faz sempre birra quando experimenta uma coisa nova? E por que razão à segunda tentativa (mesmo logo à segunda) se porta lindamente, parece que não é nada com ela e que toda a vida fez aquilo que lhe estamos a pedir? Foi assim com a mudança de quarto, com a sopa e com o leite adaptado.

 

Quinta-feira à tarde, depois da pediatra, esta mãe insistiu que se a Mini ia começar a tomar leite adaptado o melhor era que começasse logo. Havia apenas uma recomendação: que não fosse a mamã a dar porque a baby podia estranhar. E não é que a danadinha estranhou mesmo? Aquilo é que foi espernear, gritar e chorar. Tentou o pai dar biberão, tentou a Augusta, tentei eu (já desesperada) e para quê? Para nada. Apenas para nos deixar com a cabeça em água e fazer-nos ir à farmácia fazer má figura: "Ah, e tal, ela não come...". "Mas tentem mais uma vez", dizia a senhora. E nós, muito obedientes, tentámos. Quer dizer, pirámo-nos de casa para não estar lá quando fosse preciso obrigar a cachopa a comer. E quando voltámos o que tinha acontecido: tinha comido tudo. Lambeu os beiços e chorou por mais. Hoje foi a minha prima que deu com idênticos (bons) resultados.

 

Resumindo e concluindo: só estorvamos.

(Mas ao menos ultrapassámos mais uma etapa)



publicado por Lina às 23:26
link do post | comentar | favorito

Muuuuito bom!

Isto, a companhia certa e muitos miúdos à volta é um sábado perfeito. Obrigada à anfitriã por uma tarde deliciosa.


tags:

publicado por Lina às 23:10
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008
Mais uma voltinha, mais uma viagem

A Mini fez hoje seis meses. Preciso de um lugar comum para falar disto: o tempo passa a correr. Estive a espreitar fotos dos primeiros tempos com a Ana e a Tânia e fiquei abismada. Está uma "senhorinha" comparada com esses tempos. E está tudo bem, é mesmo assim, diz a pediatra. Viu-a hoje e achou-a "óptima". Nós também achamos, mas é melhor com uma opinião especializada. E, já agora, vamos a contas:

 

Peso: 7800 gr - mais 640 gr do que há dois meses

Comprimento: 66, 5 cm - mais 3,5 cm do que na última consulta

 

 

Não introduzir as papas na alimentação desta criança foi a decisão mais acertada que tomámos. Já se sabe como são estas coisas, quer se tenha seis meses, quer se tenha 60: cinco minutos na boca, a vida inteira nas ancas.

 

 



publicado por Lina às 01:28
link do post | comentar | favorito

Abu, abu, abu

Esta é a nova frase fetiche da Mini.


tags:

publicado por Lina às 01:27
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

To whom it may concern

Intervalo político

21 semanas

É o Armando Gama? É a Mar...

Ser madrinha

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds