Sexta-feira, 27 de Março de 2009
Mas de onde é que elas aparecem?

Sabia que existia uma boa razão para ter posto o programa "Aqui e Agora" a gravar e ontem quando vi, percebi que não me tinha enganado. O tema era "O Mundo Cor-de-Rosa", esse odiodo, porém apetecível, tema que faz mover multidões a par do aborto, eutanásia, casamento e adopção de homossexuais.

A pergunta-base para abrir um debate destes devia ser: como conviver pacificiamente com a pulsão para cusquice e permanecer sem mácula? Impossível!

Aqui deste lugar onde me sento só vi e ouvi um chorrilho de lugares comuns e parvoíces.

Por exemplo, Diana Chaves dizendo, com o ar de quem faz uma confissão do outro mundo, que aceitou entrar na "1.ª Companhia" por dinheiro. Uau! Por que havia de ser? Pelo Castelo Branco? Bom também o momento em que, picada por Luísa Jeremias, se solta com esta pérola: As presenças são um trabalho como outro qualquer! Exacto, amor, tal como ser paparazzo, então!

Depois, veio a martirizadinha da silva, Inês Castel-Branco, que com os seus modos "gentis" explicou por que acha que há perseguições contra certas pessoas - mais uma com a mania das campanhas negras.

Parece que lhe perguntaram se estava mais gorda e os mandou concentrarem-se no evento, com os seus modos gentis, frisou - a seguir outra jornalista da mesma publicação ligou-lhe a perguntar se queria dar uma entrevista. Disse que não queria por estar sem fazer nada e parece que acha que foi por causa disso que dias depois fizeram uma legenda numa foto a dizer que ela estava gorda e anafada. Opiniões destas deixam-me preocupada.

Como explicar a uma pessoa que se acha tão importante  (ao ponto de uma publicação inteira se virar contra ela) que talvez estivesse realmente gorda e anafada e fazer parte de uma página de crítica divertida aos looks de famosas várias?




publicado por Lina às 01:19
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De Lina a 28 de Março de 2009 às 20:46
Sara,
não vamos tirar as coisas do contexto e transformar isto num debate azedo sobre a imprensa cor-de-rosa. Isto é o blogue da minha filha, ok? É importante que se falem nestes temas, mas não quero alimentar este género de discussões em que nenhuma das duas vai mudar o que a outra pensa.
No entanto, aqui fica o meu último comentário a este assunto:
As revistas do social e os tablóides não são apenas paparazzi e páginas divertidas sobre os looks dos famosos. São um veículo de informação sobre os que trabalham na TV, no teatro, no cinema ou na música e, na maior parte dos casos, é da vida profissional que os jornalistas falam. E era bom que isso não fosse esquecido.
Um abraço cordial e comente sempre.


De sara faria a 29 de Março de 2009 às 13:24
o blog da tua filha? o que é que isso quer dizer?

De facto nunca vamos concordar! O que aqui leio é um ataque a uma pessoa que não se pode defender, exactamente como fazem essas revistas!

E aquilo que deu na TV foi exactamente um debate sobre a imprensa cor de rosa, por isso, se não te sentes preparada para falar sobre o assunto não devias fazer comentarios como estes...

De qualquer forma continuo a achar que és uma jornalista dessas que acham que mudar de cor de cabelo é noticia!


Comentar post

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

To whom it may concern

Intervalo político

21 semanas

É o Armando Gama? É a Mar...

Ser madrinha

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds