Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009
Corte de Cabelo III

A Madalena foi cortar o cabelo ao barbeiro do pai. Que foi à borla. Que é num hotel de cinco estrelas. Onde lhe abrem a porta quando ela entra e quando ela sai. Onde lhe puseram uma batinha do Tico e do Teco. Onde lhe deram bolachas de chocolate. Onde lhe ofereceram um pequeno hipopótamo para brincar. E que foi à BORLA. Agora, quem é que não vai voltar aos cabeleireiros infantis onde se pagam barbaridades? Isso, a pequena Mini.



publicado por Lina às 01:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Abril de 2009
Alguém se oferece para vir cá a casa cortar as unhas da Mini

A coisa de que tenho mais vergonha na vida é de não saber fazer uma manicure de jeito à Mini. Geralmente, tento protelar o momento de cortar as unhas até ao ponto que ela tem garras. Como já não há nada fazer, corto um bocadinho.

Tenho medo de lhe cortar os dedinhos, que hei-de fazer?

Cortar as unhas da Mini quando ela está  acordada é um pesadelo. Não tão assustador como ver concursos apresentados por Jorge Gabriel, mas ainda assim difícil de suportar. Portanto, espero sempre pela noite. Só que a danadinha dorme sobre uma das mãos, o que só aumenta as dificuldades.

Até agora tive sempre vergonha de expor esta minha dúvida (embora já me tenha passado pela cabeça ligar para os meus amigos da Saúde 24), mas hoje decidi pôr isso para trás da costas e capitalizar o facto de estarmos nos destaques: Há por aí uns pais simpáticos que me expliquem, passo a passo, como se cortam as unhas de crianças irrequietas? Agradecida.



publicado por Lina às 22:57
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sábado, 21 de Março de 2009
Primeiros momentos

Era um plano adiado há muito tempo, mas finalmente podemos fazer o visto mental: a Madalena esteve num concerto para bebés.

Portou-se muito bem, melhor do que pensava que algum dia se portaria (ela e os outros meninos todos), e no fim ainda teve direito a uma visita-maravilha pelo Oceanário.

Não sei o que a fascinou mais. Se a música, se as outras crianças, se o escuro, se os instrumentos, se os peixes. O ar espantado dizia tudo.

Não é que se faça sem esforço isto de acordar cedo a um sábado para estar no Parque das Nações às 09h00, mas valeu a pena. E, está prometido, vamos voltar. A este sítio ou a outro. (E já agora, tenho de agradecer aqui à Carla Castro pela dica. Se não fosse ela ainda estava agarrada ao telefone a tentar reservar um dia, lá para o último trimestre de 2010 para os concertos no Centro Cultural OIga Cadaval, em Sintra. É mais: já voltei a tentar marcar e nada. Parece que só com cunha! Alguém conhece os Worm?)

 

E a montanha russa de sensações não parou por aqui. Hoje, pela primeira vez nos seus 13 meses e 21 dias de existência, Mini almoçou num restaurante. E quando digo almoçou é ter comido tudo aquilo a que tinha direito:  Sopa de legumes, hamburguer grelhado com arroz e abacaxi. Só faltava pedir um cafézinho em cima. A honra coube à Cervejaria Portugália do Cais do Sodré (foi o que se pôde arranjar).

 

 

 



publicado por Lina às 23:10
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Presente

Corte de Cabelo III

Alguém se oferece para vi...

Primeiros momentos

Passado

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links
tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds